segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Jardim da Inocência

Ah ! que saudade
Que saudade de ouvir tua voz ao entardecer
Ah ! que vontade
Que vontade de voltar ao jardim da inocência

Se eu pudesse voltaria atrás e não faria novamente o que fiz.
Troquei a minha comunhão,
Pela escuridão da noite
Em trevas tornei os meus dias


Ah ! que vontade de andar contigo!
Pelo jardim, na viração do dia,
Pegar em tuas mãos e voar
Pela imensidão da terra e te adorar!!

Ah Que vontade de dizer a Ti,
Tudo que aprendi, nesse jardim
Jardim da Inocência

- Alexandre Malaquias

Nenhum comentário: