terça-feira, 20 de outubro de 2009

Tabernáculo de Davi

"Quando ouvirem a Tua voz, quem Te resistirá?"


"Naquele dia, levantarei o tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas; e, levantando-o das suas ruínas, restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade; para que possuam o restante de Edom e todas as nações que são chamadas pelo meu nome, diz o SENHOR, que faz estas coisas."
Amós 9:11 e 12


Muitos de nós nos lembramos do tabernáculo de Móises, como Deus deu cada orientação, cada detalhe e instrução para a sua construção. E como não falar do tabernáculo de Salomão? Rico em detalhes e glória, grandioso e poderoso. Mas não foram esses tabernáculos que o Senhor nos prometeu reconstruir, mas o tabernáculo de Davi. O tabernáculo de Davi não é grandioso, não é pomposo. Era apenas uma lona estendida sobre algumas varas de tenda para proteger a arca do sol e dos elementos da natureza. Então o que é que o diferencia dos outros? O que o torna tão especial?

Diferente dos outros dois tabernáculos (de Moisés e de Salomão), no tabernáculo de Davi a Arca do Senhor não era separada por um véu. A Arca da Presença manifesta de Deus era acessível. Em todas as horas do dia, em cada minuto e segundo, haviam adoradores ao seu redor, rendendo toda glória, honra e louvor ao Senhor!

Hoje nos preocupamos tanto com as megas estruturas, com grandes eventos e produções e nos esquecemos que o mais importante é estar além do véu. Aliás, hoje não existe mais o véu que nos separava do Santo dos santos, da Arca do Senhor. O véu foi rasgado pelo próprio Deus na cruz de Jesus. Então por quê muitos de nós ainda vivemos como se ele existisse? Por quê não nos achegamos até o Santo dos santos? Por quê não possuimos intimidade com o Senhor?

Estamos tão preocupados em fazer o que é certo, em buscar a bênção prometida que quando paramos e olhamos para dentro de nós nos sentimos perdido e cansados. Frustrados, decepcionados, desmotivados. Caminhamos, mas não sabemos para onde estamos indo. Respiramos, mas esquecemos de viver. Caimos em uma rotina que nos envolve e consome as nossas forças. Quando despertamos, já não sabemos mais como continuar e nem o que fazer para mudar esta realidade que nos desagrada.

É neste momento que a doce voz do Senhor ecoa em nosso espírito e nos diz para voltarmos aos altares do Senhor (Salmo 84). No altar do Senhor encontramos proteção, segurança. No altar do Senhor, tudo aquilo que não serve em nossa vida é sacrificado. No altar do Senhor, restauramos a comunhão e aprendemos a ouvir os segredos que estão no coração de Deus.

Você pode pensar: eu quero estar neste lugar, eu quero estar nos altares do Senhor, eu quero estar no tabernáculo de Davi, mas como fazer isso? Não sei por onde começar.

Eu também não sei. A única coisa que sei, é que mais que o meu desejo de estar lá, Ele deseja me encontrar lá! Ele prometeu que iria reconstruir o tabernáculo de Davi. Não são as nossas mãos humanas que irão construir, mas as mãos do Senhor.

Então, que possamos nos entregar e orar a Ele com todo coração, desejando encontrar Teus altares, desejando que Ele faça de nós tabernáculos vivos de Sua habitação.

Passei (e ainda estou passando) por momentos incertos, tudo ao meu redor parecem ser maiores do que são. Sinto medo... mas sei que nEle estou segura! E hoje, minha oração, minha busca é encontrar este lugar seguro.

Me ajude, querido Deus. Dependo só de Ti. Sou Tua óh Deus, para sempre!

Bjs,
Jubyss


Um comentário:

Fran disse...

JÚ.....
Faço de suas palavras as minhas, quero estar no altar do senhor, e o adorar independente da situação....Que Deus continue te usando...Amo você...
Fran